Capnografia: Parâmetros, tecnologias e aplicações

A capnografia é uma importante ferramenta de medição que permite uma imagem gráfica e objetiva para mensurar os índices de dióxido de carbono (ETCO2), evidenciando a insuficiência e, ou até mesmo a parada respiratória de um paciente.

“O parâmetro ETCO2 permite a monitorização contínua e não in-vasiva do gás alveolar, indiretamente refletindo seus níveis de circulação. Onde alguns aparelhos podem calcular uma fração de CO2 na mistura exalada (FETCO2) dividindo a pressão parcial deste gás (PETCO2) pela pressão atmosférica.“

Sendo comumente utilizada para monitorar pacientes durante terapias intensivas e procedimentos envolvendo anestesias, a capnografia a décadas vem auxiliando profissionais de saúde a agirem preventivamente diante de alterações respiratórias, a fim de evitar finais clinicamente desfavoráveis para pacientes.

Indicadores da capnografia
A capnografia utiliza parâmetros indicados para acidose respiratória simples, sendo fundamental no suporte ao desmame do respirador em pacientes. Os valores vão de 35 a 45 mmHg, onde uma diminuição ou aumento da capnografia pode indicar diversas situações como diminuição / aumento da atividade muscular, hiportermia / hipertemia, choque hipovolêmico, hiperventilação / hipoventilação, além de outras como hipotireoidismo e até mesmo alterações de calibragem dos equipamentos.

Áreas de aplicação
Em se tratamento dos critérios de aplicabilidade desta tecnologia, o uso em situações de insuficiências respiratórias e paradas cardiorrespiratórios (PCR), com como em ambulâncias, onde a capnografia é um importante recurso para verificar o posicionamento do tubo endotraqueal.

Ainda, além da otimização do posicionamento do tubo, a monitoração da manobra de ressuscitação cardiopulmonar também é mais uma indicação de uso da capnografia, onde os indicadores de ETCO2 estando abaixo de 10mmHg por 20 minutos ou mais podem apontar autos índices de insucesso no retorno da circulação espontânea do paciente, podendo ainda indicar a necessidade de interromper um procedimento, pois tem relação direta com o débito cardíaco.

Evolução tecnológica – Mainstream e Sidestream
A evolução destes parâmetros para medir os índices de ETCO2 em pacientes nos levou a recursos utilizados em pacientes que possibilitam medições em tempo real em cada fase respiratória, através de sensores fixados no circuito do paciente. Nos referimos a Capnografia Mainstream e Sidestream.

A maior diferença entre eles está no posicionamento do sensor/dispositivo no paciente. Em um, o sensor é fixado entre o circuito do respirador e o tubo endotraqueal, onde a análise do CO2 acontece na via aérea, esta é a Mainstream. Já a Sidestream tem o sensor no monitor, ou seja, fora do circuito respiratório, e a análise é realizada através de cânula nasal que aspira manifestações de gases expelidos.

Parâmetros da capnografia e a Covid 19
Sabemos que o quadro de um paciente com diagnóstico positivo para a Covid 19 pode rapidamente evoluir para uma insuficiência respiratória. Onde mesmo antes da propagação do vírus, já se existia resoluções preventivas do Conselho Federal de Medicina, sendo uma delas a a Resolução 2.174/2017:

Ela “alerta sobre a necessidade de implementação de medidas preventivas voltadas à redução de riscos e ao aumento da segurança do ato anestésico, os médicos anestesistas devem observar alguns critérios clínicos de gravidade.“

Hoje, cerca de 15% dos pacientes diagnosticados com a Covid-19 irão evoluir para o quadro de insuficiência respiratória aguda, podendo haver a necessidade de intubação traqueal.

Ainda, caso o quadro destes pacientes evolua, havendo a necessidade de administrar maior fluxo de oxigênio ou aumentar muito a frequência respiratória, podendo ocorrer ainda a retenção de CO2, haverá a necessidade de intubação traqueal e ventilação mecânica.

E segundo a Associação de Medicina Intensiva Brasileira, a ventilação mecânica utilizará os seguintes parâmetros de proteção pulmonar: Modo volume ou modo pressão controlada, entre 20-35 irpm (incursões respiratórias por minuto) a fim de manter ETCO2 entre 30-45 e/ou PaCO2 entre 35-50 mmHg (como já dissemos acima).

Tecnologias e equipamentos existentes
O mercado hoje dispõe de inúmeros equipamentos capazes de realizar as medições e controles dos parâmetros de capnografia com total segurança e eficiência, além dos órgãos reguladores trabalharem rigorosamente através de regulações que definem protocolos e indicadores para auxiliar o profissional.

A ALFAMED possui uma linha completa de monitores com vários modelos standard ou com os opcionais de parâmetros avançados para a capnografia. Conheça alguns deles clicando aqui.

Referências:

Hodgetts TJ, Kenward G, Vlackonikolis I, Payne S, et al. Incidence, location and reasons for avoidable in-hospital cardiac arrest in a district general hospital. Resus 2002; 54:115-123
Odali BS, Urman RD. Capnography during cardiopulmonary resuscitation: Current evidence and future directions. Journal of Emergencies, Trauma, and Shock. 2014;7(4):332-340. doi:10.4103/0974-2700.142778.
BASSO, Rejane Scanagatta; PICOLI, Marister – Unidade de recuperação pós-anestésica: diagnósticos de enfermagem fundamentados no modelo conceitual de Levine. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 06, n. 03, p. 309-323, 2004.
https://www.heart.org/
https://www.amib.org.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carrinho de compras
plugins premium WordPress
Scroll to Top

Conheça o nosso mais novo produto!