Monitores Hospitalares – Como escolher o ideal para seu hospital

Muito se discute sobre qualidade e configurações de monitores hospitalares no momento de sua decisão de compra. Modelo, parâmetros, marca e preço são fatores que muitos decisores levam em consideração.

No entanto pouco se fala em como as empresas podem garantir que este equipamento continue entregando toda sua capacidade esperada ao longo dos anos.

Dentre os equipamentos mais usuais e ao mesmo tempo amplamente tecnológicos de um hospital, temos os monitores hospitalares responsáveis por verificar condição de saúde do paciente em tempo real, reportando às equipes médicas o quadro clínico diário deste paciente.

Sua usabilidade é igualmente proporcional ao nível de exigência e precisão no monitoramento, onde as empresas detentoras de registros e/ou fabricantes, tem o dever de alertar clientes e parceiros sobre a necessidade de escolher peças e produtos genuínos no ato da compra. Incluindo a definição de empresas de assistência técnica igualmente treinada e capacitada na manutenção destes equipamentos.

O monitor hospitalar multiparâmetro

O monitor multiparâmetro é o aparelho responsável pela leitura dos sinais vitais dos pacientes, através exibição de parâmetros em sua tela, além da emissão de alarmes (visuais ou sonoros) em relação a mudanças e condições do paciente clinico.

O comumente utilizado em unidades de emergência, UTI’s, CTI’s, unidades de transporte (ambulâncias), salas de recuperação, centros cirúrgicos etc.

O monitoramento pode ser feito em pacientes de todas as idades, além do uso veterinário quando se tem os parâmetros e softwares definidos conforme características do paciente.

Os monitores hospitalares veem de fábrica com alguns parâmetros básicos já previamente configurados, como SpO2; Respiração; Pressão NÃO invasiva; 1 ou 2 canais de temperatura;

Frequência de Pulso dentre outros.  Confira a seguir os mais comuns e alguns detalhes de cada parâmetro:

  • Frequência Respiratória: A média é de 12 a 20 inspirações por minuto. Estes índices podem variar conforme idade do paciente, sendo mais intensa crianças e bebês, esse número, e menos intensa em idosos.
  • O ECG é o responsável por acompanhar os batimentos cardíacos do paciente que são captados através do cabo de ECG que é conectado na região peitoral dos pacientes. Normalmente conta com 12 derivações no aparelho, para detectar arritmias e qualquer alteração cardíaca ao longo do tratamento.
  • Pressão invasiva e não invasiva, onde os monitores hospitalares multiparamétricos podem ser utilizados para aferir a pressão arterial não invasiva (PNI) quanto a pressão arterial invasiva (PAI). A pressão arterial refere-se à intensidade que o sangue produz nas paredes das artérias. Valores de sistólica entre 90-130 mmHg e a diastólica entre 60 – 90 mmHG são considerados normais. Valores muito diferentes destes podem ser sinais de quadros de hipertensão ou hipotensão.  
  • Índices de saturação do O² no sangue, onde as taxas variam conforme altitude de medição, e os valores de um paciente saudável giram em torno de 95 a 99%.
  • A Capnografia é um dos mais importantes parâmetros, onde o monitor hospitalar acompanha as alterações do metabolismo, na ventilação e na perfusão do paciente para medir o dióxido de carbono expirado pelo paciente.
  • E por fim, a Temperatura corporal, que precisa estar com valores entre 36° a 37.2°, onde a variação destes valores indicam estado de hipotermia ou hiperpirexia.

Débito cardíaco nos monitores hospitalares

Há ainda a medição do débito cardíaco que é cálculo do fluxo sanguíneo em litros por minuto produzido pelo coração a cada batimento. Portanto, é através do DC que é possível avaliar a condição e desempenho cardíaco do paciente.

Os dois fatores que determinam a capacidade do débito cardíaco nos seres humanos são a frequência cardíaca e o volume sistólico (ou o volume de sangue ejetado pelo ventrículo esquerdo durante a sístole).

O sangue que flui (volume sistólico) para os diferentes tecidos do organismo é geralmente proporcional à atividade metabólica realizada em estado de repouso ou em atividade física. Da mesma forma, problemas de saúde podem alterar o fluxo sanguíneo, em condições de repouso, para diferentes órgãos.

A capacidade de monitoramento destes parâmetros pelos aparelhos, além da possibilidade de inclusão de novos indicadores de acordo com as configurações definidas no ato da aquisição, torna os monitores hospitalares o principal item para acompanhamento dos quadros clínicos de pacientes, em todas as situações.

Considerações sobre a escolha do monitor ideal

Ao adquirir este equipamento para o seu hospital, é fundamental considerar alguns pontos antes de efetivar a sua escolha.

  1. Avaliar a capacidade instalada da sua instituição é um dos primeiros itens a serem considerados. Entender qual será o real uso potencial da solução escolhida, se ela de fato vai atender a demanda em sua totalidade. Isso auxiliará na escolha das configurações que este equipamento deverá sair de fábrica.
  • O suporte técnico e pós venda deverão ser um dos principais itens considerados no ato da aquisição. Optar por monitores hospitalares que oferecem um rápido e capacitado time de suporte é fundamental para um compra eficiente e segura.
  • Critérios como tecnologia, design, usabilidade, praticidade também devem estar na lista de itens. No entanto estes devem ser criteriosamente considerados conforme o perfil da sua demanda.

Além destes 3 pontos, ainda há os detalhes técnicos:

Autonomia de bateria; voltagem; manuseio; conectividade, tecnologia utilizada; desempenho e precisão das medições conforme a velocidade de atualização das informações; volume de dados armazenados; tamanho e qualidade das imagens; telas touch screen, facilidade de upgrades e atualizações; opcionais com impressoras térmicas; análise de gases; débito cardíaco etc.

Monitores Hospitalares Multiparamétricos Alfamed

A família de monitoração versátil, confiável e de alta precisão da Alfamed apresenta uma linha completa para atender desde a monitorização básica, transporte, home care, até cuidados críticos como UTI’s e CTI’s.

E monitores foram desenvolvidos para tender as reais necessidades dos profissionais, através da disponibilidade de tecnologias e recursos mais necessários em hospitais e clínicas médicas.

Solicite uma demonstração dos nossos especialistas técnicos pelo link abaixo:

Quero conhecer mais.

Carrinho de compras
plugins premium WordPress
Scroll to Top

Conheça o nosso mais novo produto!